Clínica de reabilitação Matérias

É fundamental que todos saibam quais são os sintomas de depressão pós-parto, pois isso ajuda a reconhecer os sinais e buscar ajuda.

As pessoas que estão à volta da mulher representam um papel importante para ajudar a identificar a situação e ir atrás de ajuda profissional.

Isso é o que também acontece no momento de buscar tratamento para alcoolismo, onde familiares e amigos devem ficar atentos aos sinais de algum problema.

vamos mostrar aqui a importância de saber quais os indicadores de depressão pós-parto, o que é essa doença e como é o tratamento.

Qual a importância de conhecer os sintomas de depressão pós-parto?

Ter um bebê causa uma mudança radical na vida de toda mãe, mesmo se não seja o primeiro filho.

Apesar das alegrias e intensidade de emoções, é comum a mãe se sentir insegura e exausta nas primeiras semanas após o parto.

Alguns sinais de depressão pós-parto são passageiros e podem ser sentidos pela maioria das mães, uma hora ou outra.

No entanto, em algumas, os sintomas de depressão pós-parto se tornam mais persistentes e o melhor a fazer é buscar ajuda.

O que é depressão pós-parto?

Antes de saber quais são os indicadores de uma depressão pós-parto, vale a pena entender o que é depressão pós-parto.

Então, é uma doença mais grave que pode se manifestar ao longo do primeiro ano após o parto.

É uma forma de depressão cujos sintomas parecem com aqueles de uma depressão normal, mas geralmente os sintomas de depressão pós-parto afetam mulheres que já passaram por episódios depressivos antes.

Conheça os principais sintomas de depressão pós-parto

As manifestações da depressão pós-parto parecem com aquelas de uma depressão comum.

A mulher afetada pela doença pode apresentar os seguintes sintomas:

  • Uma tristeza profunda e inexplicável;
  • Uma fadiga intensa permanente e problemas ligados ao sono;
  • Tendência a se isolar;
  • Desvalorização e sentimento de culpa;
  • Transtornos alimentares (comer pouco ou demais);
  • Desinteresse por relações sexuais;
  • Ansiedade e/ou crises de pânico;
  • Irritabilidade constante, particularmente na frente da criança;
  • Dificuldades de cuidar do bebê;
  • Em alguns casos, ideias suicidas.

É de extrema importância que as pessoas que convivem com essa mãe estarem atentos aos sintomas de depressão pós-parto.

Como é o tratamento da depressão pós-parto?

Antes de mais nada, é indispensável que a pessoa faça um esforço para descansar, se alimentar bem, praticar exercícios e não se isolar.

Mas é claro que isso é difícil sem ajuda. É exatamente o que acontece ao longo do tratamento de dependência química, onde profissionais qualificados dão todo o suporte.

Dependendo da intensidade dos sinais de depressão pós-parto, o médico poderá prescrever ansiolíticos, antidepressivos, conjuntamente com terapia.

É exatamente isso que ocorre em uma clínica de recuperação, onde o profissional vai avaliar o quadro e indicar o tratamento mais adequado.

Lembrando que o apoio das pessoas próximas é primordial para ficar atento aos sinais de depressão pós-parto e buscar ajuda profissional o quanto antes.

A terapia é muito recomendada no caso onde a mãe quer continuar amamentando seu bebê sem correr os riscos dos efeitos colaterais dos medicamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *